checkup2

Conceito de “Check-Up”

As consultas de “rotina” integram um conjunto de actividades preventivas, que podem ir desde um exame auxiliar de diagnóstico a um simples conselho do médico de família e/ou enfermeiro de família, englobando um conjunto de atitudes:

  • Aconselhamento sobre dieta, exercício físico, álcool, tabaco, outras drogas, stress e prevenção de acidentes;
  • Avaliação regular do peso e tensão arterial;
  • Vacinação;
  • E se necessário, análises clínicas ou outros exames auxiliares de diagnóstico.

O “check-up” indiscriminado caiu em desuso nos países desenvolvidos pela sua escassa utilidade. Na USF SL, numa consulta médica e/ou de enfermagem será avaliada a sua história clínica e familiar, feita a observação física e ponderados um conjunto de atitudes, tendo em conta o sexo, idade, história pessoal e familiar de cada doente, surgindo depois a necessidade ou não de exames.

No quadro abaixo estão indicadas as acções preventivas que devem ser efectuadas a adultos saudáveis, sem queixas e sem factores de risco, e a periodicidade com que devem ser realizados.

Versão da USF Serra da Lousã, janeiro de 2017

Avaliações a fazer na consulta

Frequência e Idade de início de avaliação nos adultos

PREVENÇÃO DE DOENÇAS CRÓNICAS

Hábitos tabágicos(1) Sempre que oportuno em maiores 18 anos
Peso(1) A cada 2 anos  em maiores 18 anos
Hábitos alimentares(1) A cada 2 anos  em maiores 18 anos
Hábitos alcoólicos(1) A cada 3-4 anos  em maiores 18 anos
Hábitos exercícios físicos (1) A cada 2 anos  em maiores 18 anos
Osteoporose(2) Densitometria óssea única, a mulheres maiores 65 e homens maiores de 70 anos

PREVENÇÃO DE DOENÇAS CARDIOVASCULARES

Tensão arterial(1)(3) A cada 2 anos após os 18 anos
Colesterol(2) A cada 5 anos, homens maiores de  40 e mulheres maiores de  50 anos
Diabetes(5) glicémia em jejum cada 3 anos, a partir dos 45 anos
Aneurisma da aorta abdominal (se fumador)(3) ecografia abdominal única, homens entre os 65-75 anos

PREVENÇÃO DO CANCRO

Próstrata(1)(3) Não existe consenso internacional para a realização de rastreio com PSA
Colo do útero(1)(3)(4) Mulheres cada 3 anos após duas citologias anuais normais; 25-64 anos
Mama(1)(3)(4) Mamografia em mulheres cada 2 anos dos 50 – 69 anos
Intestino-cólon(1)(3)(4) Periodicidade depende do exame; 50-74 anos

VACINAÇÃO

Vacina tétano(2) Vacinação aos 10, 25, 45, 65 anos …. (10/10 anos)
Vacina gripe sazonal(2) Anual em maiores 65 anos

Os seguintes exames não estão recomendados por rotina (“check-up”):

Rx tórax

Análises à tiróide

Endoscopia digestiva alta

Análises ao fígado

Electrocardiograma

Análises ao rim

Hemograma
 

Os exames auxiliares de diagnóstico, quando não usados de modo correcto, podem ter efeitos secundários negativos para a saúde da própria pessoa.

 

Referências:

(1)Royal Australian College of Family Practitioneres

(2)Direcção Geral de Saúde

(3)United States Preventive Services Task Force

 

(4)Plano Oncológico Nacional, Ministério da Saúde

(5)American Diabetes

thumb-medicamentos-antigripais1

Medicamentos antigripais são desaconselhados

01 dezembro 2016 Link Original

Os antigripais visam combater vários sintomas da gripe e constipação, mas a sua utilidade é duvidosa.

Os antigripais combinam várias substâncias ativas, incluindo anti-histamínicos, descongestionantes, paracetamol ou ácido acetilsalicílico, vitamina C e cafeína. Falamos de medicamentos bem conhecidos, como o Cêgripe e o Ilvico N, entre outros.

Em geral, podem ser comprados sem receita médica, mas não são recomendados, por diversas razões:

  • têm vários princípios ativos, logo o risco de efeitos adversos é maior, sem aumento de eficácia;
  • podem incluir uma substância contraindicada para o paciente, que pode tomá-la sem se aperceber;
  • existe a possibilidade de sobredosagem, se tomar outro medicamento com um princípio ativo presente no antigripal;
  • se o doente não apresentar todos os sintomas que o fármaco trata, acaba por tomar medicamentos sem necessidade;
  • a dose de certas substâncias é inferior à recomendada. Algumas combinações incluem, por exemplo, um miligrama de clorofeniramina, quando um adulto deve tomar quatro miligramas;
  • há ainda os que contêm substâncias sem eficácia comprovada, como a vitamina C.

A solução é tomar medicamentos individuais para cada sintoma. Se tiver febre, por exemplo, tome paracetamol ou ibuprofeno. Caso sofra de alergias, veja com o seu médico se precisa de um anti-histamínico. As dores de garganta, em geral, aliviam com chá morno, limão e mel. Se for mais prático, pode recorrer a um anestésico, como a benzocaína.

 

Recordamos ainda a seguinte informação:

Informação Gripe – USF Serra da Lousã

Gripe, Proteja-se – DGS / SNS

E ainda o artigo já publicado:

Tenho Gripe, e agora?

phoneusf

Atendimento Telefónico

É conhecida e transversal a dificuldade da maioria dos serviços públicos, relativamente ao atendimento telefónico.

A USF Serra da Lousã apresenta um número muito elevado de contactos telefónico, frequentemente sobrepostos a períodos de maior afluência de utentes à USF.

Numa tentativa de minimizar esta dificuldade, a USF Serra da Lousã, desenvolveu algumas soluções:

1. Todos os números de telefone do Secretariado Clínico da USF Serra da Lousã têm um gravador de mensagens onde poderá deixar a sua mensagem.

a. A identificação é crucial pelo que deve deixar o seu nome e contacto telefónico.

2. Após a mensagem, a USF Serra da Lousã entrará em contacto consigo, num prazo máximo de 3 horas.

Relembramos que assim, é possivel evitar deslocações desnecessárias à sua USF para:

  • Marcações de consulta;
  • Pedido de receituário crónico;
  • Pedido de informações gerais.

Se pretende falar com o seu Médico de Família e/ou Enfermeiro de Família, poderá ligar diretamente para o gabinete médico/ enfermagem dentro do seu horário de atendimento telefónico.

 

Fora desse horário contacte o número geral da USF ou o Secretariado Clínico e deixe mensagem, sendo posteriormente contactado pelo seu Médico ou Enfermeiro de Família.

 

Tenha preferência pelo período da tarde para contactar telefonicamente a USF!

 

Salientamos ainda, que poderá utilizar E-mail da USF Serra da Lousã para qualquer das situações supracitadas:

  usf.serradalousa@gmail.com 

Horário de atendimento telefónico

 

Atendimento Geral (Assistentes Operacionais)

 Segunda a Sexta-feira 09:00h – 18:00h

Número Geral: 239990636


Atendimento Secretariado Clínico

Segunda a Sexta-feira 08:00h – 19:45h

Ana Paula Esteves: 239990615 Anabela Ramos: 239990614 João Paulo: 239990625 Sónia Tomé: 239990624


Atendimento Médicos

Segunda a Sexta -feira Definido no horário médico disponível aqui

Ana Soares: 239990634 Joana Fernandes: 239990633 João Rodrigues: 239990637 Jorge Rodrigues: 239990619 Paula Braga da Cruz: 239990631 Paulo Costa: 239990616


Atendimento Enfermeiros

Segunda a Sexta -feira 8.00h – 19:45h

239990639 ou 239990630

Número da Sala de Tratamentos: 239990638


– Folheto informativo sobre atendimento telefónico –