Carteira de Serviços

Toda a actividade médica, de enfermagem e do secretariado clínico (incluindo a carga horária) está organizada em função das previsões das necessidades dos utentes e do PA, de acordo com as orientações técnicas da DGS e da lista de serviços daí resultante, além dos resultados já alcançados pela USF ao longo destes oito anos de actividade.

As consultas de Saúde Infantil e Juvenil (SIJ), de Saúde Materna (SM), Planeamento Familiar (PF), vigilância de Diabéticos (DM) e de Hipertensos (HTA), realizadas de acordo com as Orientações Técnicas da DGS, são efectuadas em equipa nuclear (médicos e enfermeiros). Assim, encontra-se definida a actuação de cada elemento, incluindo o secretariado clínico, no modelo de PA adoptado na USF desde o seu início em modelo B, complementado pelo próprio Regulamento Interno da USF.

Além das actividades da carteira básica de serviços, aprovaram-se outras actividades referentes aos núcleos facilitadores e uma parceria com a Câmara Municipal da Lousã (CML) na área da avaliação geral dos atletas amadores menores de idade que complementam a nossa agenda produtiva.

Carteira Básica

A equipa mantém em execução os programas estabelecidos na Carteira Básica, e que já constavam dos anteriores Planos de Acção da USF:

  1. Programa de Saúde Infantil e Juvenil

    • Pretende-se proporcionar ao recém-nascido, criança e ao adolescente/jovem uma vigilância de saúde adequada, cumprindo as orientações técnicas emanadas pela Direção Geral de Saúde, de modo a contribuir para a qualidade de saúde dos “futuros ativos” do nosso país.
  2. Programa de Planeamento Familiar

    • A importância deste programa advém, em primeiro lugar, de versar a prestação de cuidados de saúde preventivos a um grupo populacional de relevância na população activa – as mulheres com idades entre os 15 e os 54 anos, e, em segundo lugar, de ser o 1º elo de uma cadeia de cuidados antecipatórios visando a promoção de saúde de gerações vindouras.
  3. Programa de Saúde Materna

    • O Programa de Saúde Materna visa prestar a todas as grávidas da USF os cuidados de saúde necessários a uma gravidez saudável, integrando os procedimentos do âmbito dos cuidados primários prestados pela equipa da USF, no seu ambiente e comunidade, assegurando ainda a consulta de puerpério e a continuidade de cuidados.
  4. Programa de Prevenção Oncológica

    • Neste programa dá-se prioridade à prevenção primária (como diminuição à exposição ao tabagismo prevenção secundária, rastreio (mama e colo do útero) e rastreio oportunístico (cólon e reto) e deteção precoce, à identificação de lesões pré-malignas e de neoplasias em estádios iniciais.
  5. Programa de Vigilância de Diabéticos

    • Permite, a execução de um conjunto de técnicas e atitudes dirigidas ao indivíduo e à sua família e também a grupos de diabéticos, baseadas em orientações técnicas atuais, através duma abordagem multidisciplinar, atuando em complementaridade, em que cada um dos profissionais envolvidos presta cuidados de acordo com a sua área de competências e em articulação estreita com outras entidades envolvidas nesta área, de modo a obter ganhos em saúde, muito importantes nesta patologia.
  6. Programa de Vigilância de Hipertensos

    • A hipertensão é, actualmente, uma das doenças crónicas com maior repercussão nos órgãos vitais (coração, cérebro, rins e vasos sanguíneos), requerendo por isso um correcto controlo.Para além de continuar a investir no diagnóstico de HTA e no melhor controlo da pressão arterial, é essencial fazer a abordagem integrada dos factores de risco de morbilidade e mortalidade cardiovascular, para além da HTA, o tabagismo, a dislipidémia, a diabetes, o perímetro abdominal – obesidade e ainda o abuso do álcool, o sedentarismo e o stress.
  7. Programa de Saúde do Idoso

    • a necessidade da prestação de cuidados específicos a este grupo etário, bem como da aplicação das orientações emanadas do Programa Nacional para a Saúde das Pessoas Idosas, nomeadamente a promoção de um envelhecimento activo e adequação dos cuidados de saúde às necessidades específicas dos idosos.
  8. Programa de Vacinação

    • Área essencial da prevenção primária de doenças, justifica-se uma especial chamada de atenção para o êxito do cumprimento dos seus objetivos, atividades e metas depende do envolvimento e empenho de todos os profissionais: administrativos, médicos e enfermeiros.
  9. Programa de Cuidados em Situações de Doença Aguda

    • Para garantir o acesso a cuidados de saúde em situações de doença aguda, cada médico e enfermeiro de família terão, nos seus horários expressos, dois ou mais períodos diário de consulta não programada destinado, preferencialmente, a situações de doença aguda dos seus utentes ou em alternativa divulgarão internamente o sistema de marcação de consultas a situações agudas, sistema esse que deverá dar resposta nos períodos da manhã e de tarde.
  10. Programa de Visitação Domiciliária

    • Os cuidados no domicílio são uma das áreas de intervenção básica das equipas de saúde e deverão estar na primeira linha dos programas prioritários de saúde e bem-estar social. Só assim é possível incrementar e potenciar o desenvolvimento dos Cuidados de Saúde Primários no caminho da qualidade assistencial.