Informação aos utentes : Utentes não inscritos nesta Unidade – Esporádicos

O atendimento aos utentes em situação de doença aguda deverá ser efetuado no Centro de Saúde/Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados/Unidade de Saúde Familiar, onde se encontra inscrito ou em alternativa num Serviço de Urgência de um Hospital (ex.  CHUC) ou numa Unidade Básica de Urgência (ex. Arganil).

Nesse sentido, e tendo em conta que no Concelho da Lousã, não existe nenhum serviço de urgência, o Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Norte, decidiu que os utentes inscritos nas Unidades Funcionais dos Centros de Saúde dos concelhos na proximidade da vila da Lousã (Centros de Saúde de Coimbra, Miranda do Corvo, Poiares e Góis), tendo garantida resposta às situações agudas nos seus Centros de Saúde, devem dirigir-se às suas Unidades de Saúde para aí serem atendidos.

Os contactos esporádicos de utentes de outros Concelhos, serão inscritos para atendimento* em vaga e horário disponível na agenda
médico/enfermeiro na USF que esteja escalada para esse mês.

  •  USF Serra da Lousã: janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro;
  •  USF Trevim Sol: fevereiro, abril, junho, agosto, outubro e dezembro.

 

Lousã, 02 de janeiro de 2018

 

Aviso de Recrutamento

AVISO DE RECRUTAMENTO – PARA UM MÉDICO ESPECIALISTA EM MEDICINA GERAL E FAMILIAR

I. REQUISITOS DE ADMISSÃO:

a) Podem candidatar – se, médicos detentores do grau de especialista em medicina geral e familiar, e que se encontrem vinculados por tempo indeterminado a um dos ACeS da ARS do Centro, dando-se preferência a especialistas que tenham mais de três anos de experiência profissional após a obtenção do grau.
b) Subscrever o Regulamento Interno da USF Serra da Lousã, a Carta da Qualidade, a Declaração de Compromisso em relação aos direitos dos utentes e o Programa de Gestão dos Conflitos de Interesse dos Profissionais com a Indústria Farmacêutica.
c) Não ter nenhuma incompatibilidade profissional, nº3 do artigo do artigo 21º do DL nº73/2017, decorrente da necessidade de dar resposta a uma lista de utentes com 1950 unidades ponderadas e cumprir o compromisso assistencial e não assistencial da USF Serra da Lousã, USF de modelo B.
d) Possuir carta de condução e veiculo para efetuar domicílios médicos ou suportar essa deslocação por meios próprios.

II. PRAZO DE APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS:

Quinze dias úteis, contados a partir do dia 29 de dezembro de 2017, ou seja, aceitam-se candidaturas até ao dia 22.01.2018.

III. COMO SE CANDIDATAR

As candidaturas, devem ser formalizadas através de mail dirigido ao coordenador da USF, jnrodrigues@arscentro.min-saude.pt e smzcjnr@gmail.com onde conste:
a)- O resumo de CV. Máximo de 5 folhas. Devem ser claros os resultados obtidos nas funções que desempenhou.
b)- A declaração com a descrição dos factos para se candidatar ao lugar, nomeadamente motivacionais e o cumprimento dos requisitos de admissão.

IV.DA FORMA DE SELECÇÃO

O procedimento seletivo dar-se-á em três etapas:
1. A primeira, verificação do cumprimento dos requisitos de admissão.
2. A avaliação curricular que consiste na apreciação do currículo profissional dos candidatos, e visa analisar a sua qualificação, designadamente a competência profissional e científica dos mesmos, tendo como referência o perfil de exigências de
liderança e profissional (anexo), bem como o percurso profissional, a relevância da experiência adquirida, da formação realizada, os resultados obtidos e a motivação declarada.
3. Entrevista: os três primeiros classificados, serão convocados, para dia e hora a acordar, para uma entrevista/dinâmica com os membros do júri da USF Serra da Lousã (Coordenador e membros do Conselho Técnico).
Na Avaliação Curricular e na Entrevista, dos elementos de maior relevância, serão considerados os seguintes:

  •  Motivação percebida para integrar a equipa multiprofissional da USF da Serra da Lousã em modelo B e acreditada com nível bom pela ACSA.
  • Conhecimento demonstrado sobre as orgânicas processuais das USF: enquadramento legal, suporte técnico da contratualização, dos incentivos institucionais e financeiros, e do regulamento interno da USF.
  • Domínio do sistema informático em saúde, incluindo conhecimento no Medicine One, BI-CSP e para apoiar a manutenção da página web da USF.
  • Participação em processos de garantia de qualidade dos cuidados e auditorias.
  • Envolvimento ou conhecimento em projectos ou trabalhos capazes de enriquecer/capacitar a USF.
  • Facilidade/disponibilidade para suprir eventuais necessidades, na diversidade dos cuidados a prestar directa ou indirectamente ao utente, quer intra quer externamente às instalações da USF.
  • Disponibilidade para participar na formação de médicos do ano comum e ser orientador de formação de MGF.

 

Lousã, 28 de dezembro de 2017